O dirigente socialista Carlos Zorrinho afirmou esta sexta-feira que o PS foi transformado na última semana numa «enorme casa dos segredos» para ver qual dos dois Antónios, Seguro ou Costa, sai da liderança do partido.

Carlos Zorrinho, eleito eurodeputado na sequência das últimas eleições europeias, falava aos jornalistas à entrada para a reunião extraordinária do Secretariado Nacional do PS, que acontece na véspera de se decidir se haverá neste partido eleições diretas e um congresso extraordinário.

«Nesta última semana, o PS foi transformado numa enorme casa dos segredos, já que parece que a única discussão é a de saber qual o António [Seguro ou Costa] que fica na casa, qual o António que sai da casa. Só falta fazer um sistema de chamadas de valor acrescentado», comentou, usando a ironia.

De acordo com Carlos Zorrinho, a discussão em torno de pessoas não é esse o papel do PS.

«Este partido tem de discutir ideias e projetos para Portugal», contrapôs.

Interrogado se defende a realização de um congresso extraordinário, na sequência da disponibilidade de António Costa para avançar para a liderança do PS, Carlos Zorrinho recusou-se a responder.

«Se respondesse aqui a essa questão e não na reunião do Secretariado ou da Comissão Nacional do PS, estaria a pagar uma chamada de valor acrescentado. Não a pagarei», reagiu.