O juiz Carlos Moreno considera que foram feitos vários disparates em Portugal a propósito das Parceiras Público-Privadas e com o consentimento da União Europeia.

Em entrevista na TVI24, o juiz jubilado do Tribunal de Contas comentou o estudo da Universidade Católica que coloca Portugal como o campeão do mundo no que respeita às PPP [ver artigo relacionado].

E assumiu que a UE teve um «fechar de olhos a um disparate que se fez em Portugal» do ponto de vista «económico e financeiro».