O Tribunal Constitucional (TC) negou, esta sexta-feira, a candidatura de Isaltino Morais à Assembleia Municipal de Oeiras pelo movimento independente Isaltino, Oeiras Mais À Frente (IOMAF) e considerou elegível a candidatura de Francisco Moita Flores (PSD) à Câmara Municipal.

mpedimento de Isaltino à Assembleia de Oeiras sem consequências eleitorais

De acordo com a decisão do tribunal, a que a Lusa teve acesso, foram rejeitados os dois recursos interpostos pela candidatura IOMAF, na sequência da decisão do Tribunal de Oeiras que impugnara a candidatura de Isaltino Morais e considerado elegível a candidatura de Moita Flores.

Isaltino Morais está detido desde 24 de abril, dia em que foi conduzido ao estabelecimento prisional anexo à PJ, em Lisboa, e posteriormente transferido, a 08 de maio, para o Estabelecimento Prisional da Carregueira (Sintra) para cumprir os dois anos de prisão efetiva da pena a que foi condenado por crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal.