O candidato presidencial Edgar Silva vai concentrar a campanha oficial nos distritos de Lisboa e Setúbal, com várias incursões ao norte, nomeadamente Guimarães, palco final desta "volta a Portugal", enquanto o secretário-geral comunista estará nos grandes comícios.

Segundo o programa provisório do PCP, o antigo deputado regional madeirense inicia o fim de semana de arranque dos 12 dias de estrada na península de Setúbal (Almada, Seixal, Palmela, Moita e Barreiro), no sábado.

Domingo, no primeiro de quatro grandes serões de intervenção política e início da campanha oficial, a caravana do concorrente ao Palácio de Belém apoiado pelo PCP dirige-se ao Palácio de Cristal, no Porto, naquela que será a primeira de várias presenças do líder comunista, Jerónimo de Sousa.

O ex-padre católico regressa à sua Madeira natal na segunda-feira, seguindo terça-feira ao redor da capital - Amadora, centro de Lisboa, Oeiras e Odivelas -, antes da segunda romaria ao norte do país, na quarta-feira: Matosinhos, Maia, Vila Nova de Famalicão e Braga.

A comitiva comunista vai passar a quinta-feira por Viseu e Aveiro até chegar ao Algarve na sexta-feira (Silves, Vila Real de Santo António e Faro). Sábado, já em direção ao grande comício de domingo, na antiga Feira Internacional de Lisboa, novamente com Jerónimo de Sousa, a campanha vai estar em Évora e Beja.

Segunda e terça-feira (19 e 20 de janeiro), Edgar Silva mostra-se e contacta com a população da Parede, antes do debate televisivo noturno com todos os candidatos, e, já a dois dias do final da "caminhada" andará pela Baixa da Banheira, Barreiro, Seixal e Almada, local de outro comício com o líder comunista.

O penúltimo dia de campanha oficial será passado em Loures, além da "arruada" da Baixa-Chiado, esta também com Jerónimo de Sousa, antes de um jantar-comício na Amadora.

Sexta-feira, 22 de janeiro, véspera do dia de reflexão, Edgar Silva faz a última deslocação a norte, com a "arruada" do Porto e o comício de encerramento na "Cidade Berço", em ambos ladeado pelo secretário-geral do PCP, num dia que vai começar novamente no Barreiro.