Os candidatos do Nós, Cidadãos! pelo círculo da Madeira defenderam hoje, no Funchal, que deve ser prestada uma maior atenção à saúde psíquica e mental dos elementos que integram as forças de segurança e socorro.

"Muitas vezes, há o stress no trabalho, há situações que levam à depressão. São problemas inerentes à sociedade moderna e que podem levar estes profissionais a não prestar um bom serviço", disse Filipe Tavares, número três da lista do movimento na região autónoma da Madeira, após uma reunião com a comandante regional da Política de Segurança Pública (PSP).


O candidato realçou, no entanto, ter sido informado que no comando regional da PSP já é desenvolvido um trabalho de diagnóstico, de modo a identificar precocemente situações de risco ao nível psíquico, psicológico e mental.

"É benéfico que haja já esta consciencialização", disse Filipe Tavares, sublinhando que os políticos "têm de passar a ver as pessoas de outra forma no local de trabalho".


Em caso de eleição de deputados a 04 de outubro, o Nós, Cidadãos!, cuja lista na Madeira é encabeçada por Filipa Fernandes, promete insistir no tema ao nível da Assembleia da República.

"O estado psíquico dos profissionais contribui muito para a qualidade das funções que eles desempenham", vincou Filipe Tavares.


A reunião do Nós, Cidadãos! com a comandante da PSP da Madeira integra-se numa série de encontros com várias instituições públicas e privadas que o partido tem levado a cabo no decurso da campanha eleitoral, no sentido de "fazer o levantamento de situações para as quais possamos arranjar soluções na Assembleia da República".