O PS vai requerer que as posições assumidas na quarta-feira pelo presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Paulo Macedo, sejam extraídas para fazerem parte do acervo da comissão parlamentar de inquérito ao banco público.

Esta iniciativa em torno das declarações proferidas pelo presidente da CGD na última reunião da Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças foi hoje transmitida à agência Lusa pelo vice-presidente da bancada socialista João Paulo Correia.

O deputado socialista adiantou que a iniciativa será formalizada no próximo dia 5 de maio, quando foram retomados os trabalhos da comissão de inquérito sobre a recapitalização e gestão da CGD.

Ontem, o presidente da CGD assumiu o programa de saídas do banco no Parlamento. Até 2020, banco do Estado deverá ter menos dois mil funcionários. E pagar por isso, 150 milhões de euros.