A Câmara Municipal de Cascais decretou três dias de luto municipal pela morte «súbita e inesperada» do presidente da junta de freguesia de Alcabideche, Bruno Nascimento.

«O seu desaparecimento constitui uma perda inegável para Cascais, pelo que são decretados três dias de luto municipal a cumprir a partir deste domingo, 22 de dezembro, procedendo à colocação da bandeira do município a meia haste nos edifícios municipais como forma de expressão de pesar pela perda de um homem bom», lê-se no comunicado da Câmara Municipal de Cascais, assinado pelo presidente Carlos Carreiras.

O comunicado, que não esclarece as causas da morte do presidente da junta de freguesia de Alcabideche, endereça ainda as condolências à família e amigos de Bruno Nascimento, recordado por Carreiras pelo empenho na resolução dos problemas da freguesia e do concelho e pela «sensibilidade e atenção especiais» dadas aos «seus concidadãos».

«Pelo seu exemplo de dedicação aos outros, à causa pública, pela sua invulgar cultura democrática e elevação pública, Bruno Nascimento ficará sempre na memória de todos os cascalenses, e dos fregueses de Alcabideche em particular», refere o comunicado.