O coordenador do Bloco de Esquerda, João Semedo, assegurou este domingo que caso o PS disser que não tem dinheiro para aumentar salários ou baixar impostos, terá de enfrentar o partido nas ruas.

«No primeiro dia em que António Costa faça aquilo que tanto se tem esforçado por esconder, nesse primeiro dia terá o Bloco de Esquerda nas ruas», afirmou na intervenção de encerramento da IX Convenção do partido, que decorreu terminou no Pavilhão do Casal Vistoso, em Lisboa.

Semedo,que cessou o mandato de dois anos na Convenção, disse ainda querer intervir na «condição de membro eleito para a nova Mesa Nacional», disse que o Bloco «se levantará» no assim em que António Costa venha dizer que «não há dinheiro para criar emprego».