O Bloco de Esquerda respondeu aos polémicos cartazes de campanha do Partido Socialista e da coligação “Portugal à Frente”, que tantas críticas geraram nos últimos dias. O Bloco começou esta sexta-feira a colocar os seus próprios outdoors, que apresentam os rostos reais de quem sofre com a austeridade. “Gente de verdade” é o mote deixado pelo partido, em jeito de recado para o PS e para a coligação PSD/CDS-PP.
 
Dois dos cartazes do Bloco foram partilhados no Twitter pelo deputado Pedro Filipe Soares. Um deles com um homem, outro com uma mulher. Os dois com a identificação da pessoa e uma mensagem clara: “Não falsifiquem o desemprego, levem as pessoas a sério”.  
 
Os cartazes de campanha rumo às eleições legislativas têm agitado a vida política nos últimos dias.

No caso do PS, a polémica estalou com os cartazes que pretendiam ilustrar que o desemprego tem um rosto. Os outdoors foram contestados pelas próprias pessoas que aparecem, que afirmaram não terem dado autorização para a sua cara ser usada naquela campanha. O PS pediu desculpas aos envolvidos e Ascenso Simões demitiu-se da direção de campanha.

Poucos dias depois, a saga dos cartazes voltou a ter um novo episódio, mas desta vez, virou-se à direita. A coligação recorreu a um banco de imagens para os cartazes eleitorais, ou seja, as pessoas que aparecem nem sequer são cidadãos portugueses.

Soube-se também que a licença que permite o uso para fins políticos dos figurantes dos cartazes da coligação PSD/CDS-PP só foi obtida quando os outdoors já estavam nas ruas. 

O PSD admitiu esta sexta-feira ter corrigido a compra de imagens para cartazes de campanha