O Partido Socialista e o Bloco de Esquerda decidem o que fazer quanto à dívida pública, nos próximos seis meses. Em entrevista à rádio TSF, a porta-voz nacional do BE, Catarina Martins, anunciou para a próxima semana as primeiras reuniões dos grupos de trabalho previstas entre os dois partidos.

A dirigente do Bloco sublinhou que a dívida pública é um dos temas que está em cima da mesa e que os grupos de trabalho têm seis meses para apresentar conclusões.

"O trabalho começa para a semana que vem e têm seis meses para apresentar as primeiras conclusões. Não são grupos de trabalho que durem seis meses, mas como nós achamos que os estudos têm que ter consequência (..) a ideia é que em seis meses seja possível conhecer primeiras conslusões, trabalho concreto."

O ministro das Finanças, Mário Centeno, lidera o grupo de trabalho que inclui vários independentes, subscritores do chamado Manifesto dos 74, que exigia a reestruturação da dívida.

Catarina Martins acredita que as conclusões estarão prontas ainda antes da elaboração do próximo Orçamento do Estado.