mostram agressões de um agente da PSP a um adepto do Benfica

"Olhamos com grande preocupação para aquelas imagens que foram divulgadas. Elas mancham a imagem da instituição Polícia de Segurança Pública", afirmou Miguel Tiago, à margem de uma audição sobre cultura, no Centro de Trabalho Vitória, do PCP, em Lisboa.

O deputado comunista disse que registar a abertura do inquérito ao agente, que foi anunciada, e disse esperar "que seja o mais abrangente e aprofundado possível para compreender as circunstâncias em que aqueles atos foram cometidos".

"O PCP solicitará à primeira comissão, a comissão parlamentar de Direitos, Liberdades e Garantias, o acesso ao resultado final a esse inquérito aberto pela Direção-geral da Administração Interna", acrescentou Miguel Tiago à Lusa.

No domingo, depois do empate 0-0 entre Benfica e Vitória de Guimarães, da 33.ª jornada da I Liga, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, dois homens, pai e filho, acompanhados de duas crianças, foram agredidos por um agente da PSP, numa ação captada pela reportagem da Correio da Manhã TV (CMTV).

A PSP já anunciou a abertura de um inquérito disciplinar ao agente, o Ministério da Administração Interna vai abrir um inquérito à ação policial durante os festejos da conquista 'encarnada', enquanto José Magalhães revelou a sua intenção de processar o polícia, após ter sido ouvido por um juiz do Tribunal Judicial de Guimarães.