A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, defendeu esta terça-feira que o Presidente da República tem de demitir o Governo e marcar eleições, de forma a que seja reposta a legitimidade do executivo.

«O Presidente da República tem de demitir este Governo, o Presidente da República não pode ser o garante do Governo. Isso é a deturpação da sua missão e da democracia», sublinhou.

À saída de uma reunião com a direção da ACERT, em Tondela, Catarina Martins considerou que só com a marcação de eleições será reposta a legitimidade do Governo.

«Estamos há nove dias a viver uma grave crise do ponto de vista político e institucional, com ministros que saem irreversivelmente e voltam não se sabe se irreversivelmente», apontou.

Para a líder bloquista é preocupante e intolerável que o Presidente da República não tenha nada a dizer e que «seja o governo alemão a dar posse a um novo executivo governamental».

«Assistimos a um triste espetáculo em que as entidades internacionais assumem um Governo, com uma remodelação que os portugueses ainda não conhecem», acrescentou.

Catarina Martins apela a que se respeitem as instituições e a democracia e que se reconheça que a instabilidade política é gravíssima.

«Face ao espetáculo degradante a que sujeitaram o país nos últimos dias, que se convoquem eleições para que se retome a legitimidade do Governo», reiterou.

A coordenadora do BE censura que «o país esteja há vários dias sem saber quem e o que tutela» e ainda que «não se faça cumprir a Constituição da República perante dois chumbos do Tribunal Constitucional em dois Orçamentos de Estado consecutivos».