O Bloco de Esquerda (BE) agendou para o próximo fim de semana em Lisboa uma conferência nacional, onde centenas de militantes farão recomendações à Mesa Nacional do partido sobre os trabalhos de direção e também as eleições europeias de maio.

De acordo com informações hoje reveladas pelo Bloco, a conferência terá como lema «Bloco mais forte - rejeitar a austeridade, defender o trabalho, o Estado social e a democracia na Europa» e nela serão abordados dois pontos: trabalho de direção, organização de base e intervenção do partido nos problemas locais, e o manifesto do BE para as eleições europeias.

A conferência, que decorrerá no auditório da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, juntará centenas de militantes do BE «com o objetivo de promover o debate e de elaborar recomendações à Mesa Nacional», órgão máximo do partido entre convenções, sobre os referidos dois pontos.

No sábado será discutido o ponto referente ao trabalho da direção do partido, estando também prevista a intervenção de um dos coordenadores, João Semedo ou Catarina Martins.

Ainda no sábado começa-se a discutir o manifesto bloquista para o sufrágio europeu de maio, trabalho que prossegue no domingo, dia em que falará também um dos coordenadores na sessão de encerramento da conferência, prevista para as 16:00.