O Bloco de Esquerda (BE) enalteceu esta terça-feira os seis meses de acordo parlamentar com o PS e manifestou o desejo de que os próximos tempos tragam "mais conquistas" para os portugueses nesta "nova fase da vida política" do país.

"Só podemos esperar que os seis meses seguintes sejam de mais conquistas, mais alcance positivo de medidas, mais cumprimento de palavra que demos aos nossos eleitores e eleitoras e que esperam uma nova fase na vida política portuguesa", vincou o líder parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares.

De acordo com a Lusa, o responsável falava em Évora no final de dois dias de jornadas parlamentes do partido, que se estenderam por vários concelhos do Alentejo, naquelas que foram as primeiras jornadas do BE nesta zona.

Esta terça-feira cumprem-se seis meses desde que o PS assinou três "posições conjuntas" separadas com o BE, PCP e PEV, que possibilitaram uma maioria parlamentar para formar um Governo socialista - os acordos políticos foram assinados na Assembleia da República num gabinete do PS e sem a presença da comunicação social, havendo apenas pontuais registos fotográficos dos momentos.

Na sexta-feira, a porta-voz do BE, Catarina Martins, havia declarado que o acordo parlamentar à esquerda que viabilizou o Governo do PS "não teria existido" sem a exigência dos bloquistas.

Num jantar em Évora, perante mais de uma centena de militantes alentejanos, Catarina Martins asseverou que o BE continuará a "esticar a corda" para manter "uma maioria" que enfrente Bruxelas e mantenha a trajetória de recuperação de rendimentos dos portugueses.

"Sabemos que o país precisa de mais. E é por isso que continuamos a ser exigentes. A maioria é um compromisso para a recuperação de rendimentos, e no BE ninguém se poupa a esforços para que esse caminho possa ser feito. A nossa exigência é o cimento da recuperação de rendimentos", prosseguiu a dirigente bloquista.