logotipo tvi24

Relvas «disse que ia revelar dados privados»

Bárbara Reis, diretora do «Público», contradisse declarações de Miguel Relvas, que a precedeu nas audições na ERC

Por: Redacção / PC    |   2012-05-24 14:11

A diretora do jornal «Público» foi ouvida na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) nesta quinta-feira e afirmou, após a audição, que Miguel Relvas ameaçou relevar «dados privados» da vida da jornalista Maria José Oliveira na sequência das pressões do ministro Adjunto.

«Estamos todos de acordo em relação ao essencial: que houve pressão e que a pressão é inaceitável», afirmou Bárbara Reis na conferência de imprensa que se seguiu à sua audição.

A diretora do «Público» foi ouvida na ERC depois de Miguel Relvas. O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares declarou posteriormente à sua audição: <«Não houve da minha parte qualquer pressão.» [ver artigo relacionado]

Partilhar
EM BAIXO: Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC
Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC

Presidente da República insiste em «abrir janelas de esperança»
Cavaco Silva remete declarações sobre medidas anunciadas pelo Governo para mais tarde
Europeias: Alexis Tsipras no Porto a 26 de abril em comício do BE
Líder do Syriza e candidato a presidente da Comissão Europeia
PS: requerimento para que Governo divulgue já relatório sobre pensões
Entregue na Assembleia da República
EM MANCHETE
Tabaco, álcool, sal e açucar na mira do Governo
CIP aconselha «sensatez» ao executivo quanto à intenção da criar taxas em produtos considerados nocivos para a saúde
Ministério da Economia corta 170 milhões para o bolo dos 1400 ME
Saúde: privados ganham mais de 500 milhões com subsistemas