logotipo tvi24

Relvas «disse que ia revelar dados privados»

Bárbara Reis, diretora do «Público», contradisse declarações de Miguel Relvas, que a precedeu nas audições na ERC

Por: Redacção / PC    |   2012-05-24 14:11

A diretora do jornal «Público» foi ouvida na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) nesta quinta-feira e afirmou, após a audição, que Miguel Relvas ameaçou relevar «dados privados» da vida da jornalista Maria José Oliveira na sequência das pressões do ministro Adjunto.

«Estamos todos de acordo em relação ao essencial: que houve pressão e que a pressão é inaceitável», afirmou Bárbara Reis na conferência de imprensa que se seguiu à sua audição.

A diretora do «Público» foi ouvida na ERC depois de Miguel Relvas. O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares declarou posteriormente à sua audição: <«Não houve da minha parte qualquer pressão.» [ver artigo relacionado]

Partilhar
EM BAIXO: Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC
Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC

Ministro garante que portaria sobre classificação dos hospitais não é estática
Portaria sobre a classificação dos hospitais é apenas «uma referência» que não é «minimamente estática»
Estaleiros: Espólio ficará «quase na globalidade» em Viana
Garantem deputados PSD
«Não serei candidato nestas eleições para a Presidência da República»
Em Cantanhede, Durão Barroso assumiu que não se candidata às presidenciais
EM MANCHETE
Miró: MP trava saída de quadros
Tribunal Administrativo de Lisboa aceitou a terceira providência cautelar interposta pelo Ministério Público e travou o leilão que estava marcado para junho.
Fenprof leva vinculação docente ao fim de cinco anos ao Constitucional
Reforma permanente das pensões deve avançar