Relvas «disse que ia revelar dados privados»

Bárbara Reis, diretora do «Público», contradisse declarações de Miguel Relvas, que a precedeu nas audições na ERC

Por: Redação / PC    |   24 de Maio de 2012 às 14:11
A diretora do jornal «Público» foi ouvida na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) nesta quinta-feira e afirmou, após a audição, que Miguel Relvas ameaçou relevar «dados privados» da vida da jornalista Maria José Oliveira na sequência das pressões do ministro Adjunto.

«Estamos todos de acordo em relação ao essencial: que houve pressão e que a pressão é inaceitável», afirmou Bárbara Reis na conferência de imprensa que se seguiu à sua audição.

A diretora do «Público» foi ouvida na ERC depois de Miguel Relvas. O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares declarou posteriormente à sua audição: <«Não houve da minha parte qualquer pressão.» [ver artigo relacionado]
Partilhar
EM BAIXO: Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC
Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC
COMENTÁRIOS

PUB
Ainda faltam cerca de 1500 professores nas escolas

Ministério da Educação confirmou que quase 10% dos horários das escolas abrangidas pela bolsa de contratação continuam sem docentes. Na prática, isto quer dizer que ainda poderão faltar cerca de 1.500 professores nos estabelecimentos de ensino. Governo admite que está «desconfortável» com a situação