logotipo tvi24

Relvas «disse que ia revelar dados privados»

Bárbara Reis, diretora do «Público», contradisse declarações de Miguel Relvas, que a precedeu nas audições na ERC

Por: Redacção / PC    |   2012-05-24 14:11

A diretora do jornal «Público» foi ouvida na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) nesta quinta-feira e afirmou, após a audição, que Miguel Relvas ameaçou relevar «dados privados» da vida da jornalista Maria José Oliveira na sequência das pressões do ministro Adjunto.

«Estamos todos de acordo em relação ao essencial: que houve pressão e que a pressão é inaceitável», afirmou Bárbara Reis na conferência de imprensa que se seguiu à sua audição.

A diretora do «Público» foi ouvida na ERC depois de Miguel Relvas. O ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares declarou posteriormente à sua audição: <«Não houve da minha parte qualquer pressão.» [ver artigo relacionado]

Partilhar
EM BAIXO: Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC
Bárbara Reis, diretora do «Público» na ERC

«Não vai nascer uma alternativa de esquerda», diz BE
João Semedo revela não ter «qualquer expetativa» em relação às eleições internas no PS
Seguro e Costa «estão de acordo no essencial»
Jerónimo de Sousa diz que mais importante que quem está à frente do PS é saber se o partido quer «uma rutura» com a direita e «uma mudança»
«É muito difícil suster um banco cuja única estratégia é ser vendido»
Constança Cunha e Sá comenta ameaça do GES em contestar a venda da Tranquilidade pelo Novo Banco
EM MANCHETE
Exclusivo: «Não estou no futebol para ter amigos»
Veja a segunda parte da entrevista de Judite Sousa a Cristiano Ronaldo, onde o craque falou sobre o filho, Mourinho e o BES
Seguro e Costa «estão de acordo no essencial»
PS: estatísticas do desemprego são «melhores que a realidade»