As condições de avaliação dos futuros administradores do Banco de Portugal, Elisa Ferreira e Luís Máximo dos Santos, foram aprovadas, nesta quarta-feira, na Comissão de Finanças, faltando apenas marcar as datas das suas audições.

Teresa Leal Coelho, deputada do PSD que preside a Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa (COFMA), destacou que ambos "terão de ser ouvidos" e propôs a realização de "audições individualizadas para a avaliação do perfil dos candidatos" e a elaboração de relatórios descritivos autónomos.

Ambas as propostas foram aceites por todos os grupos parlamentares que integram a COFMA, tendo ficado também decidido que o relatório de Elisa Ferreira vai ser feito pelo PSD e o relatório de Máximo dos Santos pelo PS.

"As audições serão oportunamente aprovadas", disse Teresa Leal Coelho.

Cabe ao Governo, através do Ministério das Finanças, a responsabilidade de nomear os administradores do Banco de Portugal, que têm de ser aprovados em Conselho de Ministros e na Assembleia da República.