Bagão Félix, ex-ministro das Finanças e Conselheiro de Estado dá, esta terça-feira, uma entrevista ao «Diário económico» onde defende que «a Constituição está completamente desatualizada».

O ex-governante lembra que a Constituição está desatualizada por razões ideológicas, mas também porque «foi feita num tempo em que não havia globalização, não estávamos na União Europeia e tínhamos moeda própria». No entanto, não vê o texto como um entrave à governação.

Defensor do Estado Social, Bagão Félix diz ainda, na entrevista, que o problema da sustentabilidade do Estado tem sido demasiado enfatizado. «Toda a gente fala na insustentabilidade do sistema de pensões, mas ninguém fala na insustentabilidade do sistema de auto estradas, do sistema de judicial ou do sistema politico como existe agora», refere.

Bagão Félix diz também que «Paulo Portas está finalmente no lugar certo» e que foi um erro o líder do segundo partido da coligação não ser, desde logo, número dois do Executivo.