Jorge Sampaio mostrou-se, este sábado, «preocupado com o aumento da pobreza e da miséria». O ex-Presidente da República apelou aos partidos para que centrem as propostas nas eleições autárquicas na melhoria da qualidade de vida das populações.

«A campanha autárquica é o primeiro sinal de uma abordagem moderna às questões que são colocadas pelas cidades e pelos territórios. E é uma ocasião importante para que os vários partidos demonstrem às populações que têm propostas concretas para o território, para a urbanização, para a cultura, para a diversidade de populações, para o pluralismo e para a multiculturalidade», disse Jorge Sampaio à agência Lusa.

O também ex-presidente da Câmara de Lisboa disse estar «preocupado com o crescimento da pobreza e da miséria» no país. Jorge Sampaio considerou que «as verdadeiras campanhas autárquicas têm que ter um plano efetivo, perspetivo, ativo e estratégico para aquilo que num mandato é possível fazer para melhorar a qualidade de vida num momento de crise tao séria para os portugueses».

Jorge Sampaio considerou que a crise que o país atravessa é de âmbito nacional e europeu e que se se começar a «fazer o trabalho de casa ao nível dos municípios, a sério» será fundamental para «o bem estar das pessoas, que é o que está em causa neste momento».

Sampaio participou este sábado numa iniciativa de campanha do candidato socialista, o deputado Basílio Horta, à presidência da Câmara de Sintra, do qual faz parte da Comissão de Honra.