Os eleitores de Alpedriz, em Alcobaça, e de Ourondo, na Covilhã, voltam a ser chamados hoje a votar para as autarquias locais, entre as 08:00 e as 19:00, de acordo com as convocatórias das câmaras municipais locais.

A 29 de setembro, dia em que se realizaram as autárquicas na generalidade do país, um boicote impediu a votação em Alpedriz e populares destruiram a mesa de voto em Ourondo.

A mesa de voto instalada numa sala da junta de freguesia em Alpedriz foi, no domingo passado, impedida de abrir, depois de, durante a noite do dia 28 para 29, desconhecidos terem «bloqueado a fechadura com um objeto metálico», relatou na manhã de domingo o presidente da junta, Helder Cruz.

De acordo com o autarca, o boicote à votação teve por base a contestação à agregação daquela freguesia à de Montes e Cós, formando, no novo mapa administrativo, uma união de freguesias.

Em Ourondo, o presidente da Junta, José Agostinho, afirmou que não acredita que se verifiquem novos incidentes, mas assumiu que o «boicote pacífico» através de uma «grande abstenção» deverá ocorrer.

No domingo, populares destruíram a mesa de voto, onde tinham votado cinco eleitores, apesar de terem combinado que nenhum dos 460 eleitores inscritos votaria.

Os populares do Ourondo estão contra a agregação à freguesia vizinha de Casegas e têm-se mostrado indisponíveis para votar na única lista que foi apresentada a sufrágio e que é constituída apenas por elementos de Casegas que, alegadamente, quebraram um acordo prévio para que a nova união de freguesias não tivesse qualquer candidato.