O candidato social-democrata à Câmara de Leiria foi, este domingo, identificado pela PSP «por se encontrar há muito tempo junto às mesas de voto» e o caso foi comunicado à Comissão Nacional de Eleições (CNE), disse à Lusa fonte policial.

O caso teve lugar às 16:50 junto à sede do Agrupamento de Escolas D. Dinis, onde se encontravam instaladas as mesas de voto, e a denúncia partiu da candidatura socialista à autarquia, depois de um primeiro contacto com a CNE justificado «pela permanência durante várias horas» do cabeça-de-lista do PSD, Álvaro Madureira, naquele local.

Fonte da candidatura do PSD afirmou à Lusa que «o caso é estranho e ridículo», já que «não existe qualquer impedimento legal», tanto mais que «não existiu qualquer ostentação de símbolos ou incitamento ao voto».

A mesma fonte salientou que a lei eleitoral «apenas alude à presença junto às assembleias de voto, o que não aconteceu» com o cabeça-de-lista social-democrata.