"Já que é sempre revogável o que se considerou ser irrevogável, sugiro, modestamente, que o ressabiamento que se nota aqui e ali seja revogado sem delongas."


“É necessário virar a pagina do desprezo e indiferença pela concertação social e dos obstáculos à contratação coletiva, virar a página da auto-suficiência política e da incapacidade de estabelecer pontes e acordos. Não haverá comprazimento, apesar das palavras crispadas por alguns deputados, vírgula, ainda ressabiados, acredito que não haverá na oposição ressentimento e crispação.”





"Defender um suposto arco da governação do qual estariam excluídas algumas forças é inaceitável porque a democracia não é um oligopólio .O único arco que deve admitir a democracia é o arco inteiro da representação plural tão alargado quanto o eleitorado exige em cada eleição."


"Aqui estamos, juntos"



"É o entusiasmo comum numa nova política que nos anima, nos compromete para um diálogo continuado, que nos mobiliza e fortalece expectativas caminho nesta legislatura. Aqui estamos, juntos, não por desejo comezinho de poder ou por caprichos partidários, mas por Portugal e por um melhor futuro para os portugueses".