O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, faz hoje pelas 20:30, no Algarve, uma declaração sobre o ataque terrorista que ocorreu na quinta-feira em Barcelona e que provocou 14 vítimas mortais, entre as quais uma portuguesa.

De acordo com fonte da Presidência da República, o chefe de Estado falará na Junta de Freguesia de Almancil, no concelho de Loulé.

Ao final da manhã, numa declaração à Lusa, Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que já falou telefonicamente com o filho da portuguesa que morreu, e que é também pai da jovem que está desaparecida, exprimindo as suas “condolências pessoais”.

Saber da morte de uma concidadã é uma "dor acrescida" para os portugueses, lamentou hoje o Presidente, que transmitiu também a “esperança” de que a jovem desaparecida seja encontrada.

Numa mensagem divulgada na página da Internet da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado português manifestou também “o seu apoio à família neste momento difícil, apresentando as suas sentidas condolências”.

Marcelo contactou ainda ontem Rei de Espanha, Felipe VI, condenou ainda, “mais uma vez”, com “veemência, o ato terrorista”, manifestando a solidariedade portuguesa a todas as vítimas.

O secretário de Estado já informou a família da vítima mortal portuguesa, a quem transmitiu “disponibilidade para apoiar em tudo o que for necessário”, nomeadamente na identificação e nos procedimentos para a trasladação do corpo da portuguesa que morreu, uma mulher de 74 anos, natural de Lisboa.

Segundo as informações recolhidas pelo Governo junto dos hospitais que receberam vítimas do ataque, entre os 130 feridos não há portugueses.