A comissão permanente da Assembleia da República vai votar dia 11 um voto de pesar pela morte de bombeiros no combate aos incêndios, num texto que proporá a realização futura de um «debate amplo» sobre os fogos florestais.

De acordo com o porta-voz da conferência de líderes, deputado Duarte Pacheco, o voto será apresentado pela presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, e poderá ser subscrito pelos grupos parlamentares e governo.

Para além de expressar o pesar pela morte dos bombeiros, o texto fará uma saudação pelo trabalho realizado e «estipula o tempo e o modo como o Parlamento se irá debruçar sobre o tema», disse.

Cada grupo parlamentar terá três minutos de tempo de intervenção sobre o voto.

Esta foi a solução encontrada na conferência de líderes parlamentares, que durou cerca de três horas, para discutir no Parlamento a questão dos incêndios, perante a discordância do PCP e do BE.

Os dois partidos consideraram que o Parlamento deveria debater com urgência o combate aos incêndios, já na comissão permanente de dia 11 e com a presença de membros do Governo.