Ascenso Simões, deputado do PS, decidiu publicar no Facebook os seu recibos de vencimento como deputado na Assembleia da República.

Na publicação, feita esta segunda-feira de manhã, o deputado eleito por Vila Real explicou as parcelas que vêm discriminadas no recibo de abril.

A trabalhar na Assembleia da República, o deputado manteve sempre residência em Vila Real e, por causa disso, recebeu 1.920,72 euros com os subsídios a que os deputados têm direito por deslocação.

Esse valor soma-se aos 3.624,41 euros de vencimento base como deputado e às ajudas de custo - 69,19 euros\dia em 23 dias de presenças em trabalhos parlamentares - num total de 1.591,37 euros. Quanto aos 370,32 euros relativos ao regime de exclusividade, Ascenso Simões explica que surgem “erradamente” indicados como “despesas de representação”.

Estou disponível para explicar cada uma das parcelas. Cada um de vós dirá se é muito ou pouco. Quando aceitei a função já sabia quais eram as regras", escreve ainda o deputado.

Rapidamente os seguidores de Ascenso Simões o questionaram por que recebe ajudas de custo para as deslocações  - da residência e regresso, no distrito e no país em trabalho parlamentar - chegando mesmo a criticar o Estado por pagar ajudas de custo a deputados e não a professores.

"Sem dúvida que é um belo ordenado, gostaria que me explicasse se faz favor o porquê de receber ajudas de custo e também deslocações de residência/deslocações trabalho e político? E o porquê de despesas de representação mensal? Obrigado 

(Atenção que não estou a por em causa o seu trabalho que muito prezo e é de valorizar o que fez,mas são dúvidas minhas visto que na minha opinião e da maioria dos portugueses é um pouco confuso tanto subsídio de deslocações etc)", escreveu um dos seguidores, recebendo de imediato uma resposta do deputado.

"Respondo com todo gosto. No dia em que isso deixasse de acontecer deixávamos de ter deputados das regiões e só deputados de Lisboa. Sei bem que entende o que lhe estou a dizer sem carecer de argumentos populistas", escreveu.