António Galamba, membro do Secretariado Nacional do PS, anunciou esta sexta-feira que se vai candidatar à liderança da Federação da Área Urbana de Lisboa (FAUL), com o objetivo de «recuperar» o peso desta estrutura dos socialistas.

A FAUL do PS, a segunda maior federação deste partido, a seguir à do Porto, é liderada pelo deputado e ex-secretário de Estado Marcos Perestrello, apoiante de António Costa, e terá eleições na sequência de uma decisão tomada na última Comissão Nacional do PS nos dias 5 ou 6 de setembro.

Num comunicado enviado aos militantes socialistas da FAUL, António Galamba, natural de Vila Franca de Xira e ex-governador civil de Lisboa, salienta que tem «25 anos de participação cívica e política» e justifica ser candidato a presidente da FAUL «porque a federação tem de recuperar o peso político interno e externo» e «tem de falar dos temas que importam para a vida das pessoas».

«A FAUL deixou de ser a maior federação do PS e precisa de reforçar o papel dos militantes, da militância tradicional e das novas formas de participação. Precisamos de reforçar a capacidade de intervenção política das secções e das concelhias e colocar a federação como um catalisador da atividade política que não absorva os recursos materiais existentes», aponta o membro do Secretariado Nacional do PS.

De acordo com António Galamba, «é preciso compreender e aproveitar a experiência e as disponibilidades dos militantes, superando a ideia de que participar é apenas votar».

«É assim na vida interna como na relação entre os eleitos e os eleitores. Este é o tempo de trabalhar para recuperar a confiança dos cidadãos na política e nos políticos, para separar a política dos negócios, para ser mais exigente na ética e nos valores. A FAUL precisa de ser uma força mobilizadora do trabalho realizado pelos nossos autarcas no poder e na oposição», defende ainda este dirigente socialista.