"Tem de haver uma leitura real daquela que é a atual composição do parlamento português. Nesse sentido consideramos que é nossa responsabilidade também entrar neste processo de conversação no sentido de criar uma alternativa governativa", declarou a responsável, para quem os portugueses lançaram um "SOS" no sufrágio de domingo reclamando uma alternativa de políticas.