A Federação do PS de Coimbra quer juntar naquela cidade António José Seguro e António Costa para promover um debate que possa esclarecer os militantes e simpatizantes do partido.

Pedro Coimbra, líder da Distrital de Coimbra do PS, explicou que na Comissão Política que terminou esta madrugada não foi votado qualquer documento relativo a um eventual congresso nacional ou eleições diretas - «nem chegou à Mesa qualquer documento para votação» -, mas que uma proposta do presidente da Mesa, José Silva, apontou para a importância de um debate.

«Essa proposta, apresentada por José Silva, na qualidade de presidente da Mesa, não foi contrariada por ninguém e apontou para a importância de Coimbra receber um debate entre o secretário-geral do PS, António José Seguro, e António Costa. Muitos militantes defenderam, na Comissão Política, a necessidade desse debate», explicou à Lusa Pedro Coimbra.

Desta forma, continuou o responsável, a Federação do PS de Coimbra está disponível para receber, organizar e «criar condições para que o debate seja elucidativo».

Pedro Coimbra, que assumiu durante a Comissão Política que se iria recandidatar ao cargo - não surgiu ainda nenhuma outra candidatura -, disse também que irá escrever a Seguro e Costa a dar conta desta proposta e da vontade da cidade receber um debate entre os dois.

O PS de Coimbra, disse ainda o dirigente, «deu um exemplo ao país na discussão e análise da situação política do partido e dos portugueses» durante esta comissão política, que decorreu sem qualquer tipo de problema e com «elevado espírito democrático».

O PS aprovou a realização de eleições primárias a 28 de setembro para escolher o candidato a primeiro-ministro nas próximas legislativas, depois de António Costa ter assumido a intenção de disputar a liderança do partido ao atual secretário-geral António José Seguro.