O dirigente socialista António Costa formaliza na terça-feira a sua candidatura às eleições primárias do PS, ato em que estará acompanhado pelo seu mandatário nacional, Carlos César, ex-presidente do Governo Regional dos Açores.

Fonte oficial da candidatura do presidente da Câmara de Lisboa adiantou à agência Lusa que António Costa e Carlos César entregarão ao presidente da comissão eleitoral das primárias, Jorge Coelho, na sede nacional do PS, o número requerido de assinaturas para a formalização da candidatura.

De acordo com o regulamento das eleições primárias do PS, as candidaturas são apresentadas «com indicação do respetivo mandatário» (no caso de António Costa é Carlos César) até ao dia 14 de agosto.

O regulamento acrescenta que cada candidatura deve ser proposta «por um número mínimo de mil militantes e um número máximo de 1500 militantes do PS, só podendo cada militante ser proponente de uma única candidatura».

No processo de formalização, o candidato deve também entregar uma moção política sobre grandes opções de Governo do PS.