«A lista VIP existia, a lista VIP foi criada e já conhecemos alguns dos responsáveis. Falta conhecer o resto. De uma vez por todas, o primeiro-ministro não pode continuar esconder-se atrás dos serviços», afirmou o dirigente socialista.




BE foi o primeiro a pedir a demissão de Paulo Núncio

Questionado sobre se o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, tem condições para continuar em funções, António Costa repetiu que considera que a «responsabilidade é do primeiro–ministro»