O primeiro-ministro, António Costa, disse, nesta quinta-feira, que vai estar presente na final da Taça de Portugal, que no domingo vai opor o Sporting ao Desportivo das Aves, no Estádio Nacional do Jamor, em Oeiras.

Naturalmente, estarei lá com muito gosto”, disse o primeiro-ministro, em declarações aos jornalistas à margem da Cimeira União Europeia-Balcãs, em Sófia (Bulgária).

CRISE NO SPORTING AO MINUTO

António Costa dissipou assim as dúvidas quanto à sua presença no Jamor, um dia depois de o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, se ter recusado a confirmar se vai estar presente na final da Taça de Portugal.

O primeiro-ministro admitiu ainda que, caso não estejam reunidas condições de segurança para que a final aconteça no domingo, no Estádio Nacional, pode haver “uma mudança do local” do jogo ou este poderá ser realizado à porta fechada, como, aliás, sugeriu o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues.

O meu desejo, que penso que é o desejo de todos, é que haja condições para que no Jamor se possa realizar com total normalidade a final da taça. Se forem necessárias outras medidas, há uma panóplia de várias outras medidas como a mudança de local, se isso for adequado às condições de segurança, a realização sem acesso do público, há várias possibilidades. Eu não sendo adepto de nenhum dos clubes, seria para mim uma enorme tristeza que a final da Taça não tivesse lugar no local próprio, no dia próprio, à hora própria, com as equipas que ganharam o direito de estar presentes na final da Taça”, afirmou."