O primeiro-ministro desloca-se este domingo ao final da tarde à base aérea de Monte Real, em Leiria, para agradecer o apoio internacional dado ao combate aos incêndios por parte dos meios aéreos, informou o gabinete de António Costa.

Marrocos, Rússia, Itália e Espanha enviaram para Portugal sete meios aéreos para ajudar no combate às chamas que fustigaram o país na última semana.

Portugal tem sido atingido por grandes fogos florestais que por várias vezes ameaçaram povoações e, no caso do Funchal, na ilha da Madeira, chegaram mesmo ao centro urbano e fizeram três vítimas mortais.

Além da ilha da Madeira, os distritos de Aveiro, Viana do Castelo, Viseu, Leiria e Porto foram as zonas mais afetadas.

Segundo a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, ao início da tarde de hoje, seis meios aéreos combatiam o incêndio de S. Pedro do Sul, no distrito de Viseu, o fogo de maior dimensão registado em Portugal continental, e estavam apoiados por 965 operacionais.

Os meios aéreos que estiverem a operar nos vários incêndios regressam à base aérea de Monte Real ao final do dia, altura em que o primeiro-ministro “agradecerá o empenhamento e dedicação” às respetivas tripulações.

Na ocasião, haverá ainda uma intervenção do comandante operacional nacional, José Manuel Moura, que fará um ‘briefing’ da situação no terreno em termos de incêndios.

Além do primeiro-ministro, estarão presentes o ministro da Defesa Nacional, José Azeredo Lopes, a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, e o Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.