"Hoje, o maior desafio que se coloca às nossas democracias é a relação de confiança que se estabelece entre governantes e cidadãos - e a confiança passa designadamente pela credibilidade das propostas políticas que se apresentam. Ao fim de anos governados por modelos económicos, todos sentimos que é necessário afirmar o primado da política, mas o primado da política não se afirma se as políticas não forem sustentáveis e se não passarem no crivo da exequibilidade", advertiu o líder socialista.