A ministra da Agricultura e do Mar afirmou esta quarta-feira que António Costa "perdeu uma boa oportunidade para estar calado" quando disse que o Governo PSD/CDS-PP não tem defendido os produtores portugueses de leite em Bruxelas.

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, disse hoje nos Açores que o Governo não tem sabido defender os interesses nacionais em diversas frentes e considerou "urgente encontrar uma resposta" para a crise do preço do leite.

O socialista disse ainda que o atual Governo, "infelizmente", não deu "a devida atenção" à situação do setor do leite, que enfrenta uma crise de preços associada ao embargo russo aos laticínios europeus e ao fim das quotas de produção, em abril passado.

A ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, que falava hoje aos jornalistas após reuniões com organizações do setor do leite, afirmou que ouviu o candidato socialista a primeiro-ministro "imprudentemente falar do leite".

"E eu digo imprudentemente porque o doutor António Costa certamente não se recordará que o PS esteve no Governo quando foi decidida a questão das quotas leiteiras, Governo do qual ele fazia parte", afirmou a ministra da tutela, acrescentando que, "certamente, não terá na sua memória que esse Governo ajudou a que se chegasse ao fim desse regime regulatório".


Para Assunção Cristas, "politicamente, o doutor António Costa, do PS, perdeu uma boa oportunidade para estar calado".