A vitória de António Costa nas primárias do PS está a ser noticiada com ênfase na Índia. As raízes goesas da família levaram vários jornais indianos a assinalar o acontecimento, já que pela primeira vez um português de origem indiana pode ser primeiro-ministro. Os jornais falaram de Costa como o «Gandhi de Lisboa».

O «Outlook India» aponta o estilo de vida frugal e espartano de Costa para o comparar a Gandhi e o «Hindustan Times» descreve-o como uma pessoa descontraída que não se leva demasiado a sério.

Do «Times of India» ao «Indian Express», todos festejam a vitória de Costa e muitos se referem ao seu nome de criança «Babush», que significa rapaz.

É do lado do avô paterno, nascido e criado em Goa, que vem a ligação ao antigo território português. Uma família oriunda da casta mais alta da Índia, os Brâmanes, descendente de importantes famílias, de Margão, convertidas ao catolicismo.