"Não me furtei a esclarecer o que é que nós propomos. Somos o único partido que, e vez de andar a distribuir promessas a todos e em todos os sítios, temos um conjunto de compromissos escritos, que o vento não pode levar, e pelos quais teremos de responder na próxima legislatura. Não temos nada a esconder e não temos nada na manga". 

abertura



"Estranhamente os outros líderes aceitaram e qual foi a exceção? A exceção foi Passos Coelho que não se disponibiliza duas horas para explicar o que quer fazer na próxima legislatura"




"Depois faz outro truque, faz outro truque. Quando referimos que eles querem cortar 600 milhões é a despesa que querem cortar num ano. E até podemos multiplicar por quatro e são 2.400 milhões de euros aos atuais pensionistas durante os quatro anos. Passos Coelho resolveu  fazer um truque do género 'querem poupar 250 milhões de euros por ano, então vou multiplicar por quatro'".


garantido

"Eles cortaram efetivamente o que as pessoas tinham direito a receber. Têm uma total obsessão de cortar tudo aos portugueses que não percebem que há diferença entre cortar e poupar. Cortar é tirar a quem tinha direito a receber. Poupar é (...)  porque deixou de ser preciso. (...) poupar é gerir bem".