O PS reúne-se em Comissão Nacional no próximo sábado, em Lisboa, durante a qual se procederá à análise da situação política e à aprovação de um conjunto de regulamentos com especial incidência nos congressos federativos deste partido.

Fonte socialista disse à agência Lusa que esta reunião do órgão máximo dos socialistas entre congressos deverá ser aberta com uma intervenção de fundo a cargo do secretário-geral do PS, António Costa, sobre o atual momento político.

Depois, os membros da Comissão Nacional do PS debatem e votam um conjunto de regulamentos com aplicação direta nos congressos federativos, que se realizam a 19 de março, mas também no que respeita à presidência da Comissão Política do Departamento Nacional de Mulheres Socialistas.

Na última reunião deste órgão nacional dos socialistas, a 05 de dezembro, além da data dos congressos federativos, foi também marcado o próximo congresso nacional do PS para os dias 04 e 05 de junho.

A última Comissão Nacional do PS elegeu ainda com 176 votos a favor, três abstenções e dois contra Ana Catarina Mendes para o cargo de secretária-geral adjunta e a constituição da nova Comissão Permanente dos socialistas.

A Comissão Permanente do PS é coordenada pela secretária-geral adjunta, Ana Catarina Mendes, tendo mais dez membros, três dos quais por inerência.

Integram como membros efetivos a Comissão Permanente do PS os dirigentes Hugo Pires (Braga), João Galamba (porta-voz da direção), Luís Patrão (responsável máximo pelo pelouro financeiro), Manuel Pizarro (Porto) e os deputados Maria Antónia Almeida Santos, Maria da Luz Rosinha e Porfírio Silva (este último, secretário nacional para as Relações Internacionais).

Fazem ainda parte por inerência da Comissão Permanente do PS o líder parlamentar e presidente do partido, Carlos César, o diretor do gabinete de estudos, João Tiago Silveira, e o secretário-geral da JS, João Torres.