Já é conhecida como "senhora de cor-de-rosa", quando travou uma acesa discussão com Passos Coelho no início da semana e teve honras de entrevista  no programa "Isso é tudo muito bonito, mas". O adversário António Costa achou graça ao episódio e, este sábado, em Alvalade, antes de um abraço a uma apoiante, brincou: "Você é a senhora de verde!". 



Costa começou este dia as 10:30, meia hora depois do que previa a agenda. E entrou porta sim, porta não, nas lojas do bairro de Alvalade, Avenida da Igreja abaixo. Entre abraços e beijinhos, chegou até a fazer umas festas a um cão com uma bandeira socialista a fazer de lenço.

Os bombos e os trompetes entoavam a música do António Zambujo "O pica do 7", sem letra, mas na cabeça e nos lábios das pessoas: "Ninguém acredita o estado em que fica o meu coração"

Antes de chegar ao Mercado de Alvalade, no entanto, o coração de Costa e do seu PS foram alvo de um comentário que ficou gravado pelas televisões, por parte de uma mulher:

"O seu partido devia ir todo para a cadeira, pelo estado em que deixou o país"

Dentro do mercado, um dia normal de venda de peixe e fruta, bem mais agitado pela multidão e pelas bandeiras. Voltamos a ouvir referências à senhora de cor-de-rosa, feitas... por uma outra senhora de cor-de-rosa que até cometeu um deslize de fazer o V de vitória utilizado pelo PSD, mas que logo corrigiu: