O antigo Presidente da República Mário Soares disse hoje que Ângela Merkel «não ganhou» as eleições alemãs porque não foi maioritária e espera o contributo na mudança face à atual crise dos social-democratas e socialistas alemães.

«Toda a gente diz que [Ângela Merkel] ganhou [as eleições alemãs] mas não ganhou, não foi maioritária», disse Mário Soares, na Figueira da Foz, durante uma ação de campanha do PS local.

Para Mário Soares é urgente mudar «rapidamente» de políticas para vencer a crise, dando precisamente o exemplo alemão onde espera que a mudança aconteça «com a ajuda dos social democratas e socialistas».

Soares considerou ainda que a crise na Europa resulta do desaparecimento da democracia-cristã «a sério» mas também da «morte» de diversos partidos socialistas e social democratas.

«A democracia-cristã a sério desapareceu. A crise que estamos a viver é uma crise por morte dos dois grandes partidos que fizeram a Europa, socialistas e social democratas e da democracia cristã a sério», frisou.

O ex-PR argumentou que o povo português, face à atual conjuntura económica e financeira, «está mal», destacando, em especial, quem vive nas grandes cidades «e vai às caixas à procura de comida».

«É uma situação insuportável», escreve a Lusa.