A ministra da Saúde, Ana Jorge, disse este sábado estar «muito confiante» de que o processo de negociação para a avaliação dos médicos irá chegar a uma boa satisfação para todas as partes, escreve a Lusa.

«É um aspecto mínimo em todo o processo de carreiras. Os médicos, ao longo de toda a sua vida foram sujeitos a avaliação. Eu própria sou médica de carreira há mais de 30 anos e fiz, já não sei quantos concursos. Somos avaliados diariamente», disse aos jornalistas.

Ana Jorge falava à entrada para o I Encontro Nacional das Unidades de Saúde Familiar, que reúne em Aveiro centenas de profissionais de saúde.

Desvaloriza receios

Já no auditório e dirigindo-se à numerosa assistência, voltou a procurar desvalorizar os receios do processo de avaliação.

«A avaliação não é nada de novo e todos nós, profissionais de saúde temos sido sujeitos ao longo de todos os anos a várias avaliações. Pela experiência que tem sido notada nas unidades de saúde familiares, a avaliação de desempenho não é mais do que aquilo que é o trabalho por objectivos e de cumprirmos ou não cumprirmos esses objectivos», afirmou.

A ministra disse ainda que o governo está «apostado na qualificação da profissão e na prestação de cuidados de qualidade, em que a formação contínua é essencial», bem como «em repor as carreiras na dignificação do que é a profissão do médico e da enfermagem».