A secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes, considerou hoje que o presidente do PSD e o anterior líder parlamentar do partido, Pedro Passos Coelho e Luís Montenegro, foram "dois dos rostos" que desperdiçaram fundos comunitários para Portugal.

Em Évora, falando numa iniciativa autárquica, Ana Catarina Mendes declarou-se "espantada" com declarações dos responsáveis do PSD sobre fundos comunitários e um alegado mau uso ou bloqueio dos mesmos pelo atual executivo.

Passos Coelho e Luís Montenegro, advogou a socialista, "foram dois dos rostos que desperdiçaram, mal negociaram e bloquearam os fundos comunitários e empobreceram" as autarquias e as pessoas.

Investir nas empresas significa investir na sua inovação e no emprego qualificado que queremos ter em Portugal", declarou Ana Catarina Mendes.

Depois, a 'número dois' do PS disse que quando o atual Governo iniciou funções havia quatro milhões de euros de fundos para disponibilizar pelas empresas, e no final de 2016 esse valor era de 416 milhões de euros, ao abrigo do programa Portugal 2020, e "no final de 2017 mil milhões de euros estarão disponibilizados para as empresas".

Em Portugal é possível trilhar um caminho diferente da austeridade, e por isso tem de ser possível nos restantes países da Europa", disse ainda Ana Catarina Mendes, lembrando que é preciso "saber negociar na Europa os fundos comunitários, as prioridades para cada país, cada terra"

E concretizou: "A direita [PSD/CDS-PP] negociou mal o atual quadro comunitário e deixou bloqueada a utilização dos fundos comunitários".

Numa intervenção particularmente crítica para com PSD e CDS-PP, Ana Catarina Mendes acusou ainda estes partidos de, quando estiveram no governo, terem feito "cortes assustadores" no financiamento das autarquias, o que "limitou a capacidade de dar resposta às pessoas" e aos seus problemas.

No atual mandato, o executivo municipal de Évora é composto por quatro eleitos da CDU, dois do PS e um da coligação PSD/CDS-PP.

O PS avança com a candidatura de Elsa Teigão à autarquia alentejana, tendo a socialista inaugurado a sessão desta noite - no Palácio Dom Manuel - dedicada ao "Futuro de Évora" e que contou com uma intervenção da secretária-geral adjunta do partido.