A praça de touros do Campo Pequeno, em Lisboa, vestiu-se de vermelho vivo, com cerca de oito mil pessoas, segundo a organização do comício-festa pelo centenário do histórico secretário-geral comunista Álvaro Cunhal.

Autocarros de todo o país e quatro desfiles a pé de quatro pontos diferente da capital confluíram para o recinto, repleto de bandeiras vermelhas e onde os gritos de «PCP» e «JCP», que também comemora o seu 34.º aniversário, são constantes, assim como os pedidos de demissão do Governo da coligação PSD/CDS-PP.

O evento vai ser aberto pela banda Brigada Vítor Jara, seguindo-se duas canções interpretadas por Luísa Basto, desde a «varanda presidencial» e que vai também terminar a iniciativa com a famosa «Avante, Camarada», antes da «Internacional» e «A Portuguesa» (hino português).

Uma dirigente da organização de juventude do PCP, Cristina Cardoso, vai fazer uma intervenção imediatamente antes do secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, cujo discurso está previsto para perto das 17:00.

Presentes nas já muito compostas «galerias de primeira e de segunda» da arena lisboeta estão também diversas delegações de todo o Mundo que participaram desde sexta-feira no 15.º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários, em Lisboa.