O presidente do Governo Regional da Madeira, Alberto João Jardim, considerou hoje que a escolha de Rui Machete para ministro dos Negócios Estrangeiros «valorizou muito o Governo».

«Eu devo dizer que a entrada do dr. Rui Machete valorizou muito o Governo, até pela formação pessoal que ele tem e que dá um tom diferente, oposto mesmo, a certas formações pessoais que lá estiveram no passado», disse, no Funchal, Alberto João Jardim.

Questionado se era uma referência ao anterior chefe da diplomacia portuguesa, agora vice-primeiro-ministro, o presidente do executivo insular respondeu: «Não estou falando do dr. Paulo Portas, esse ainda está lá».

À pergunta se Paulo Portas, líder do CDS-PP que, com o PSD, formam o Governo, sai reforçado da remodelação governamental, Alberto João Jardim afirmou: «O tempo dirá, mas o problema, neste momento, não é brincar ao PSD e ao CDS».

«O problema, neste momento, é o país e a brincadeira do dr. Paulo Portas já custou muito dinheiro, esperemos que não brinque mais», acrescentou o presidente do Governo Regional e também líder do PSD/Madeira.

As declarações aos jornalistas foram feitas após Alberto João Jardim visitar a conclusão das obras de regularização e canalização do ribeiro da Carne Azeda, Funchal, investimento de 360 mil euros, com financiamento da Lei de Meios, diploma destinado a dotar a Madeira com as verbas necessárias para recuperar as infraestruturas danificadas pelo temporal de 20 de fevereiro de 2010.

O governante referiu que se trata de «mais uma obra» de «proteção da cidade do Funchal», cita a Lusa.

O Presidente da República deu hoje posse aos novos ministros do Governo, a sétima alteração à composição do executivo liderado por Pedro Passos Coelho.

Paulo Portas tomou posse como vice-primeiro-ministro, Rui Machete foi empossado ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, António Pires de Lima é o novo ministro da Economia, Jorge Moreira da Silva ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Assunção Cristas ministra da Agricultura e do Mar e Luís Mota Soares ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social.