A NATO anunciou hoje, em Bruxelas, a deslocação do seu secretário-geral adjunto a Lisboa, na próxima quinta-feira, para participar numa conferência “juntamente com o ministro da Defesa”, identificado por lapso como José Pedro Aguiar-Branco, o anterior titular da pasta.

Na quinta-feira 23 de junho de 2016, o secretário-geral adjunto da NATO, embaixador Alexander Vershbow, participará numa conferência no parlamento português, em Lisboa, juntamente com o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar Branco, onde irá proferir um discurso”, anunciou hoje a Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês), num comunicado de imprensa enviado aos órgãos de comunicação social.

Aguiar-Branco foi ministro da Defesa entre 2011 e 2015, durante o Governo de coligação PSD/CDS-PP, tendo em novembro de 2015 José Alberto Azeredo Lopes passado a ocupar a pasta.

O lapso surge cerca de dois meses depois de a presidência holandesa da União Europeia também ter cometido uma “gaffe” na apresentação de ministros do atual XXI Governo Constitucional, quando, na documentação distribuída aos jornalistas com as fotografias dos participantes numa reunião informal de ministros das Finanças, em Amesterdão, ilustrava o nome do ministro Mário Centeno com uma fotografia de José Gomes Ferreira, jornalista da SIC.

O secretário-geral adjunto da Aliança Atlântica participará, na quinta-feira, enquanto orador principal, na conferência “Cimeira da NATO em Varsóvia e o novo ambiente de segurança internacional", juntamente com Azeredo Lopes, ministro da Defesa Nacional, Teresa Caeiro, vice-presidente da Assembleia da República, Marco António Costa, presidente da Comissão de Defesa Nacional, e Luís Almeida Sampaio, embaixador de Portugal na NATO.