"Se a ideia é a busca do consenso, eu estou disposto a reagendar para amanhã [quarta-feira] se já houver um consenso ou não, ou então para outra altura", respondeu o presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais, o social-democrata Fernando Negrão.




Em causa está a revisão da lei em vigor sobre o tratamento jornalístico das candidaturas, que é de fevereiro de 1975, e de legislação conexa.

A maioria PSD/CDS-PP apresentou um projeto nesse sentido há mais de um ano, que já teve várias versões, a última das quais foi apresentada no final de maio. O PS demarcou-se desse texto final e apresentou de seguida uma proposta alternativa.




adiado mais uma vez

audições









liberdade totala aproximação