O deputado do PSD Adão Silva defendeu, nesta quarta-feira, que os dados do INE demonstram crescimento do desemprego e diminuição do emprego, "uma conjugação de dois fatores muito perturbadores", que inverte "uma tendência de melhoria" do ano de 2015.

O crescimento do desemprego e a diminuição do emprego é uma conjugação de dois fatores muito perturbadores para a sociedade portuguesa, que têm de ser evitados, sobretudo porque invertem uma tendência de melhoria que se vinha verificando ao longo do ano de 2015", afirmou Adão Silva aos jornalistas, no Parlamento.

O deputado social-democrata reagia aos dados do Instituto Nacional de Estatísticas hoje revelados, de acordo com os quais houve uma subida de 0,2 pontos percentuais da taxa de desemprego, para 12,4% no primeiro trimestre, e uma descida em termos homólogos, ficando 1,3 pontos percentuais do mesmo trimestre de 2015.

Não são números bons para os portugueses, são até números que manifestam uma tendência negativa, por quanto o desemprego cresce e o emprego diminui. Tudo ao contrário do que esperam os portugueses, do que esperam as famílias, do que espera a sociedade portuguesa", declarou.

"Nós queremos assinalar este facto, é um facto que já tem a consolidação de três meses, o primeiro trimestre de 2016, que mostra que há aqui uma tendência negativa", acrescentou.

Adão Silva afirmou querer "exortar o Governo a que tome muita atenção em relação a isto".

A questão do emprego é crucial, essencial. Aliás, o Governo várias vezes disse que a prioridade era emprego, emprego, emprego, e nós ficamos com a sensação de que algo não está a correr bem nesta matéria", disse.