O presidente do Governo dos Açores apelou esta segunda-feira  a todos os açorianos para arregaçarem as mangas e trabalharem para vencer os desafios do presente, alegando que a quadra festiva é um «tempo de renovação da esperança».

«Este tempo de Natal, em que as luzes dos afetos afastam a escuridão do desânimo, das divisões e do baixar os braços, é também um tempo de renovação. De renovação da esperança que, diariamente, nos impele a darmos o melhor de cada um de nós enquanto povo e enquanto região», frisou Vasco Cordeiro, numa mensagem de Natal que a Lusa cita.

Para o chefe do Executivo açoriano «é essa capacidade de entrega, essa determinação, essa têmpera de que os açorianos tantas e tantas vezes deram provas ao longo da história para vencer tantos obstáculos que hoje, mais uma vez, se deve revigorar» para que «seja possível fazer os Açores seguirem em frente no seu objetivo de serem uma região cada vez mais próspera, mais solidária e mais coesa».

Vasco Cordeiro inicia a sua mensagem de Natal dirigindo-se a todos os açorianos que atravessam este tempo afetados «pelo sofrimento, pela angústia ou pela solidão».

«Em tempos como estes, é mais importante do que nunca que todos tenhamos a disponibilidade e a vontade de arregaçar as mangas e de trabalhar para vencer os desafios que enfrentamos», afirmou.

Reconhecendo que os tempos que se vivem não são fáceis, Vasco Cordeiro salientou que é «essa força de lutar sempre por um melhor futuro» para os Açores que o anima.

Vasco Cordeiro reafirmou ainda que «a meta e a missão» ao longo de mais um ano que se aproxima passa por garantir uma região mais próspera para os trabalhadores e empresas, mais solidária para com os idosos, para todos aqueles que se encontram numa situação de mais fragilidade e mais coesa entre as ilhas.

«Em meu nome, no da minha família e em nome do Governo dos Açores, desejo a todas as açorianas e açorianos, estejam onde estiverem, incluindo as nossas comunidades, um feliz Natal e um Ano Novo à medida dos vossos desejos», referiu Vasco Cordeiro.