"É graças ao Governo liderado pelo PSD e ao seu sentido de responsabilidade que Portugal hoje não está na situação gravíssima em que infelizmente estão outros países da zona euro. Isso foi possível por causa do sentido de responsabilidade que o PSD e o senhor primeiro-ministro têm mostrado à frente do Governo"

O ex-presidente da Comissão Europeia recordou aos jornalistas que está filiado no PSD desde 1980 e que já lá vão 35 anos desde essa altura. Por isso, "é com muito gosto" que volta "a esta reunião de família".

"O partido que recebeu muito do nosso país e já tem dado muito ao nosso país", assinalou ainda.

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, discursou durante mais de uma hora e saudou o "regresso à militância" de Durão Barroso. 

Por outro lado, fez um ataque ao PS, embora não tenha nomeado ninguém, sobre a "intromissão" dos socialistas para com a liberdade da comunicação social.