Os ministérios das Finanças e da Defesa autorizaram 4.613 promoções nas Forças Armadas, segundo um despacho conjunto assinado no passado dia 25, e a que a agência Lusa teve acesso.

As promoções abrangem 4.613 militares, a maioria das quais no Exército (2.362), das quais, 1.285 para praças, 562 para sargentos e 515 para oficiais, indica o documento.

Na Força Aérea foram autorizadas promoções para 429 oficiais, 231 sargentos e 622 praças.

Na Marinha, as promoções para 2017 abrangem 930 militares no total, das quais 46 referem-se a pessoal militarizado.

Na Marinha, foram promovidos 287 oficiais, 210 sargentos e 387 praças.

Na Polícia Marítima foram também autorizadas 39 promoções.

Os efeitos remuneratórios das promoções aplicam-se a partir do dia seguinte à publicação do despacho, que prevê ainda que as despesas decorrentes serão suportadas pelos montantes previstos no Orçamento do Estado para 2017.

Estas promoções implicam uma despesa de 2,8 milhões de euros, segundo fonte da Defesa.

A sustentabilidade futura da despesa será assegurada através da redução estrutural e permanente dos encargos com pessoal, prevê o documento.