À chegada de Cavaco Silva, os manifestantes apuparam o chefe de Estado e ouviram-se gritos que pediam «demissão».