O antigo presidente do PS Ferraz de Abreu morreu esta sexta-feira, aos 98 anos, disse à agência Lusa fonte oficial da direção dos socialistas.

Natural de Sever do Vouga (distrito de Aveiro) e licenciado em medicina pela Universidade do Porto em 1941, João Eduardo Coelho Ferraz de Abreu desempenhou as funções de presidente do PS entre 1987 a 1991, sob as lideranças de Vítor Constâncio e Jorge Sampaio.

Médico-cirurgião, trabalhou em vários estabelecimentos hospitalares antes e depois do 25 de Abril de 1974.

No PS, foi coordenador do setor de saúde no gabinete de estudos (de 1980 a 1988), membro do Secretariado Nacional e porta-voz para a saúde entre 1985 a 1987.

Exerceu funções de vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS entre 1983 a 1986, tendo também sido líder da bancada socialista entre 1986 a 1987.

No parlamento, Ferraz de Abreu foi vice-presidente da Comissão Parlamentar de Saúde (1983 a 1986), membro da Assembleia Municipal de Sever do Vouga, membro da Comissão Nacional do PS (1983) e deputado eleito pelo PS entre 1983 e 1995.

Após abandonar a Assembleia da República, em 1997, presidiu à comissão do Conselho Nacional para a Política da Terceira Idade e, mais recentemente, integrou o Conselho Geral da Fundação Portuguesa de Cardiologia.

 O PS e o seu secretário-geral, António Costa, manifestaram já "profundo pesar" pela morte do antigo presidente dos socialistas, destacando-o como "um grande lutador pela democracia" ao longo da sua vida.

"Em sinal de respeito e homenagem" a Ferraz de Abreu, a direção nacional decidiu colocar a meia haste as bandeiras das sedes do partido, lê-se numa nota enviada à mesma agência.